A peça histórica, usada por Bonaparte durante o golpe de estado de 1799 foi adquirida por um comprador que preferiu manter o anonimato durante o leilão realizado no dia 3 de dezembro, pela Rock Island Auction Company. 

Uma espada carregada pelo ex-imperador francês durante o seu golpe de estado em 1799, e cinco armas de fogo ornamentadas que também lhe pertenciam, foram vendidos por mais de 2,8 milhões de euros, o equivalente a 2,5 milhões de euros, num leilão realizado nos Estados Unidos Estados, na passada sexta-feira, 3 de dezembro.

O lote, que foi colocado à venda pela Rock Island Auction Company, sediada em Illinois, foi vendido por telefone a um comprador que permaneceu anónimo, disse à AFP o presidente da empresa, Kevin Hogan. "O comprador está a levar para casa uma peça histórica muito rara", sublinhou Hogan. 

Segundo os leiloeiros, a espada, acompanhada de uma “bainha”, era a "joia da coroa" da coleção.

A arma foi fabricada por Nicolas-Noël Boutet, que era diretor da fábrica estatal de armas em Versalhes.

Depois de ser coroado imperador, acredita-se que Napoleão tenha apresentado a espada ao general Jean-Andoche Junot, mas a esposa do general foi forçada a vendê-la mais tarde para pagar as dívidas.

Posteriormente, foi recuperada por um museu de Londres. De acordo com a casa de leilões, um colecionador americano foi seu último dono, mas este morreu recentemente. 

Em maio, a França comemorou o bicentenário da morte de Napoleão.