Sendo parte do ADN da Bid by Bid promover e divulgar novos artístas, temos o prazer de o convidar para a exposição “Mãos que pintam” da artista plástica portuense Diana Bizarro, a decorrer de 5 a 12 de Setembro de 2022.
“Diana Bizarro concluiu o curso de pintura na Cooperativa de Atividades Artísticas / Árvore, na cidade do Porto. Nas oficinas da Cooperativa de Atividades Artísticas / Árvore fez dois anos de pintura orientada pelo Mestre Alberto Péssimo.
Expôs coletiva e individualmente em Francelos no Edifício Heliantia, na Casa Simões em Benfeita/Arganil, e em Aveiro, Amarante, Angeiras e Montalegre.”
Compareça no evento inaugural da exposição, dia 5 de Setembro pelas 19h00, contando com a presença especial da artista!

O Ford Escort RS Turbo preto que pertenceu a Diana, Princesa de Gales, foi hoje vendido em leilão no Reino Unido por cerca de 737.000 libras (869.000 euros), poucos dias antes do 25.º aniversário da sua morte.
O automóvel deverá permanecer no país de origem, depois de um licitador próximo de Manchester ter batido licitações do Dubai e dos Estados Unidos da América.
Com um preço inicial de 100.000 libras, a última oferta foi de 650.000 libras, a que se somaram impostos e IVA, segundo a agência France-Presse (AFP).
O carro representou o ponto alto do leilão organizado pela Silverstone Auctions e que ocorreu no circuito de Silverstone, 120 quilómetros a noroeste de Londres.
Com 132 cavalos de potência, este Ford apresentava-se como uma versão desportiva dos Escort até aí vendidos.
Atualmente é possível encontrar versões menos ilustres deste modelo em segunda mão por volta dos 10.000 dólares.
A leiloeira refere que Diana conduziu o carro por Londres, apesar de se fazer seguir acompanhada por um agente de segurança.
O carro conta com 40.000 quilómetros e foi emprestado pela Ford a Diana entre 1985 e 1988.
Desde então, mudou de mãos várias vezes, antes de ser completamente renovado para venda.
Ao contrário dos primeiros exemplares, que foram pintados na cor "Diamond White", o Escort RS Turbo conduzido por Diana foi o primeiro -- e julga-se o único -- da primeira série a ser pintado de preto.
Em junho do ano passado, um outro Ford Escort utilizado por Diana, um 1.6 Ghia de 1981, oferecido pelo seu noivado, foi arrematado por 52.000 libras a um licitante sul-americano.
A venda teve lugar quatro dias antes do 25.º aniversário da morte da princesa, aos 36 anos de idade, num acidente de viação em Paris.

Um revólver e uma carta escrita por Al Capone durante o tempo que passou na prisão de Alcatraz vão ser leiloados em Beverly Hills, no final do mês de agosto. Os dois objetos fazem parte do leilão “The Mob”, que reúne uma coleção de pertences de gangsters famosos. Da coleção também fazem parte as luvas de boxe do irlandês Mickey Cohen e uma máquina fotográfica de Anthony Spilotro, membro do gangue "Hole in the Wall".

O Ferrari F2001 com que Michael Schumacher ganhou o seu último GP do Mónaco e o seu tretracampeonato mundial de Fórmula 1 ao vencer o GP da Hungria foi vendido por 7,5 milhões de dólares (cerca de 6,3 milhões de euros).
O carro vitorioso de 2001, com o chassi #21 (no qual Schumacher venceu três corridas nesse ano) foi vendido num leilão da Sotheby’s, em Nova Iorque, e segundo escreve o «Motorsport.com» tornou-se o monolugar de F1 mais valioso da era moderna.
O valor alcançado ultrapassou em muito o valor inicial estimado de uma venda a rondar os 3,5 milhões de euros. Parte da receita reverterá para a Fundação Keep Fighting de Michael Schumacher.

 Um Mercedes de 1955, um dos dois únicos exemplares do mundo, foi comprado no início de maio por 135 milhões de euros, um recorde mundial para um carro vendido em leilão, anunciou a RM Sotheby's.

O Mercedes Coupé 300 SLR Uhlenhaut 1955 foi vendido a 05 de maio, num leilão confidencial realizado no museu MercedesBenz em Estugarda, na Alemanha, em cooperação entre a subsidiária da leiloeira Sotheby's e o fabricante alemão de automóveis.

 O valor arrecadado superou as expectativas da leiloeira Sotheby's.

O casaco que o astronauta Buzz Aldrin usou na primeira viagem à Lua, em 1969, bateu recorde em leilão. Foi vendido por cerca de 2,8 milhões de dólares (2,7 milhões de euros), em Nova Iorque, anunciou esta quarta-feira a Sotheby's.

A leiloeira revelou ainda que este foi considerado o objeto mais valioso que viajou ao espaço e o casaco mais caro de sempre vendido em leilão, superando as expectativas da Sotheby's que no tinha avaliado entre um e dois milhões de dólares.

O licitador vencedor, que participou por telefone no leilão e cuja identidade permanece desconhecida, precisou de dez minutos para bater as outras ofertas.

O leilão acontece a poucos dias da celebração dos 53 anos da missão espacial Apollo 11. Também foram vendidos 68 objetos usados por Buzz Aldrin num valor total de 8 milhões de dólares.

Pág. 1 de 6